RSS Feed

As crônicas de Nárnia, eu adoro!

Posted by Aldemir Alves da Silva

Bom dia, boa tarde, boa noite! Hoje, domingo 15/04/2012 eu resolvi postar a biografia de Nárnia, e de seu criador Lewis. Sempre procuro ler sobre esses sucessos da fantasia literária, mundial, adoro o Senhor dos anéis, Nárnia, a guerra dos tronos e etc, são tudo de bom. Sendo escritor e fã desse gênero (Fantasia) trouxe uma postagem para leitura rápida aqui no blog de Esteros. 



As Cronicas De Narnia:

As Crônicas de Nárnia (título no Brasil) ou As Crónicas de Nárnia (título em Portugal) (The Chronicles of Narnia, no original em inglês), é uma série de sete livros de fantasia, escrita pelo autor irlandês Clive Staples Lewis (conhecido simplesmente como C.S.Lewis). É a obra mais conhecida do autor, e a série é considerada um clássico da literatura infantil, tendo vendido mais de 120 milhões de cópias em 41 idiomas. Escrito por Lewis entre 1949 e 1954, e ilustrado por Pauline Baynes, as Crônicas de Nárnia foram adaptadas diversas vezes, inteiramente ou parcialmente, para a rádio, televisão, teatro e cinema. Além dos tradicionais temas cristãos, a série usa caracteres da mitologia grega e nórdica, bem como os tradicionaiscontos de fadas.

As Crônicas de Nárnia apresentam, geralmente, as aventuras de crianças que desempenham um papel central e descobrem o ficcional Reino de Nárnia, um lugar onde a magia é corriqueira, os animais falam, e ocorrem batalhas entre o bem e o mal. Em todos os livros (com exceção de "O Cavalo e seu Menino") os personagens principais são crianças de nosso mundo, que são magicamente transportadas para Nárnia a fim de serem ajudadas e instruídas pelo Grande Leão conhecido como Aslam (ou Aslan, dependendo da tradução).

Ainda durante sua infância, Lewis criava ilustrações para as histórias que escrevia.[1] Quando o livro O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa estava prestes a ser publicado, ele havia pensado na possibilidade de ilustrá-lo, mas acabou solicitando uma desenhista profissional, Pauline Baynes, que na época tinha um pouco mais de vinte anos de idade, mas que já tinha ilustrado o último livro do autor J. R. R. Tolkien(chamado de Mestre Gil de Ham). Lewis, então, decidiu que ela seria a pessoa ideal para ilustrar as pessoas e os fantásticos seres em O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa; porém ela acabou ilustrando os sete livros da série.


As Crônicas de Nárnia foram escritas durante o ano de 1949 até o ano 1954; porém foram publicadas durante 1950 à 1956. Clive Staples Lewis (também conhecido simplesmente como C. S. Lewis ou Lewis) publicou inicialmente O Leão, A Feiticeira e o Guarda-Roupa em 1950, sem ter a intenção de produzir uma série de livros. Ao prosseguir escrevendo outros livros, Lewis aproveitou para retomar partes anteriores da história para preencher lacunas deixadas no primeiro livro. Por isso a ordem de publicação não coincide com a ordem cronológica dos eventos que ocorrem nas histórias dos livros. A ilustradora original foi Pauline Baynes, que fazia os desenhos à base de caneta de tinta, comuns nos livros publicados até as atualidades. A série conseguiu vender mais de 120 milhões de cópias em 41 idiomas. Abaixo, serão apresentados as sinopses dos livros da série, em ordem de publicação.

J. R. R. Tolkien foi um grande amigo de C.S.Lewis, um autor de inúmeras obras literárias, e também o responsável pela conversão de Lewis ao Cristianismo. Tolkien e Lewis, juntamente de outros escritores, faziam parte do grupo "The Inklings", que consistia na discussão das histórias criadas pelos autores deste mesmo grupo. No entanto, Tolkien não estava entusiasmado com as histórias de Lewis, pois em parte, discordava com o modo de empregar as criaturas mitológicas de uma forma que não poderia agradar ao público, principalmente àquele que fosse cristão ou soubesse que Lewis era convertido ao Cristianismo, já que a mitologia é considerada como paganismo para certas religiões. Tolkien também criticou alguns atos relatados nas histórias, como as viagens entre o nosso mundo e Nárnia. Embora houvesse criticado em diversos pontos as histórias de Lewis, Tolkien alegou que o enredo desta história seria um instrumento para emitir-nos valores cristãos e bíblicos.


Vida de Lewis:

Lewis agregou, diversas vezes, acontecimentos de sua vida nas histórias da série. Nascido em Belfast,Irlanda do Norte, Lewis mudou-se para um local na orla da cidade, quando ainda possuía sete anos. A nova casa continha longos corredores e muitas salas vazias, onde Lewis e seu irmão imaginavam viajar entre mundos ao mesmo tempo em que exploravam a casa. Do mesmo modo como Caspian X e Rilian, Lewis perdeu precocemente sua mãe. Durante sua juventude na Inglaterra, Lewis tinha que embarcar em trens para chegar à escola, o que possui coerência e coesão com a trajetória dos irmãos Pevensie. Durante a Segunda Guerra Mundial, muitas crianças eram evacuadas de Londres para outros locais por causa dosAtaques Aéreos. Nesse período, algumas crianças ficaram abrigadas na casa de Lewis, inclusive uma garota chamada Lucy (Lúcia em português brasileiro), fazendo-nos lembrar a hospedagem de Lúcia Pevensie e seus irmãos na casa do Professor Kirke.

Obs: Esse texto pode ser encontrado na internet, especificamente na enciclopédia livre.

3 comentários:

  1. Esteros

    Como leitor de Fantasia, eu adoro Nárnia, pelo fato de ser uma (fantasia pura)Mostrando os sentimentos dos personagens e sua lutas para manter aquele mundo livre do poder maligno...

    A narrativa destinada ao publico infantil, de fácil intendimento, fez do livro um mega sucesso, recomendado para todas as idades!

  1. tudo de bom

    Bom, gostei disso ficou bem original.

  1. oruindo

    Sou apaixonado por Narnia tbbbbb!!!!

Esteros livro digital

Arquivo do blog