RSS Feed

promoção os livros de esteros

Posted by Aldemir Alves da Silva



Olá pessoal!

Já faz um tempinho que não posto nada, mas não abandonei o blog só estou meio que na correria. Bem, quero desejar a todos um feliz ano novo, boas  festas e muita paz no coração.

Preciso dizer também que esse foi um ano incrível para mim e meus livros. Foram tantas realizações, tantas conquistas no lado profissional e pessoal que posso afirmar que nenhum ano foi igual ao de 2014. Meus livros estão a todo vapor, muitas vendas em impresso e digital e as melhores resenhas estão saindo agora depois da 2° edição. O novo volume de Os livros de Esteros vem aí e alguns leitores que já leram antes do lançamentos aprovaram com louvor a continuação... =D

Aproveitem a promoção com 50% desconto no site da selo jovem e recebam o livro em janeiro. Se preferirem os 2 livros estão com um super desconto de 50% e já tem leitores aproveitando!!!

Que venha 2015!!!

Link dos livros em promoção:
http://www.selojovem.com.br/pd-188e69-serie-os-livros-de-esteros.html?ct=&p=1&s=1

Personagens de os livros de esteros

Posted by Aldemir Alves da Silva

Olá pessoal! 

Hoje vou postar para vocês conhecerem alguns dos personagens que mais gosto de OS LIVROS DE ESTEROS. Na verdade há muitos outros participando diretamente e indiretamente na trama, mas esses abaixo são os que mais me fascinam como autor da obra.


Vamcast - o vilão de Os livros de Esteros
  
Mestiço filho de elfo e eracicto,Vamcast, o príncipe do norte sempre foi um rapaz belo e de boa aparência, mas depois de ser descoberto por um Asmectro, com o tempo o seu corpo sofre mutações, a sua beleza começa desaparecer, agora nasce um demônio capaz até mesmo de ferir os seus familiares...




Andor - o irmão caçula
 
Com as mesmas características físicas do pai, e protagonizado como "Heroi" O jovem príncipe luta pela liberdade do seu mundo, a sua evolução e dedicação ao seu povo poderá levá-lo a enfrentar até mesmo o seu próprio irmão, para assim salvar o seu planeta fadado a destruição...

Morteros - o imortal
Morteros participou diretamente da rebelião no paraíso, vivenciou a terrível batalha entre os traidores e o deus supremo, foi condenado a tornar-se uma pessoa amarga de coração impuro, desenvolvendo uma asa negra de um lado, do outro ainda era um arcanjo. Mas após ser aprisionado no interior das pedras espirituais teve a sua mente apagada. E após vivenciar a explosão do universo é lançado ao planeta Esteros; assim segue com amnésia, não se lembrando do seu passado tenebroso. Miguel o imortal o acolheu, quebrantou o seu coração e junto a ele formou uma sociedade a fim de aguardar a profecia maligna que estaria para renascer em Esteros... 


Fedors - o narrador
 
Fedors uma criatura em plena decomposição esconde um grande segredo sobre a sua real origem, o personagem misterioso abre o livro como sendo um dos narradores da história, se mostrando misterioso e sofrido pelo seu próprio passado. Após ser abordado por um homem ainda desconhecido, conta ao viajante uma longa crônica sobre a sua vida, até que um desfeche magnífico dará um sentido a toda a trama...

Lançamento: O início da esperança.

Posted by Aldemir Alves da Silva




Enfim...

O início da esperança já está disponível em pré-venda. Demorou, o trabalho foi árduo, mas agora falta pouco! Quem quiser adquirir a obra já é possível, por enquanto não tenho planos de vendê-lo em formato digital, então a versão impressa é à única opção.

Quem quiser lê uma prévia o livro já tá no Wattpad, como eu disse, em minha opinião esse segundo têm potencial para agradar todos os leitores que gostaram do primeiro, a história não deve nada ao livro 1, a escrita em minha opinião evoluiu, a trama continua cheia de acontecimentos angustiantes e batalhas de tirar o fôlego. E o xeque - mate será desvendado, enfim o leitor descobrirá o segredo entre Salazar e Fedors.

O livro está simplesmente perfeito na qualidade visual, a capa, a diagramação, a revisão, as ilustrações, tudo foi feito com o mesmo capricho do primeiro. Agora só falta agradar aos leitores... é claro que não agradarei a todos, como não agradei com o primeiro, entretanto, não tenho o que reclamar porque a GRANDE MAIORIA dos meus leitores abraçaram ESTEROS e acreditaram na série, e eu escrevo para esses; que para mim são mais do que leitores, são amigos, são minha inspiração, são a minha força para continuar =D

COMPRE AQUI

LEIA NO WATTPAD

ADICIONE NO SKOOB



Esteros - O início da esperança finalizado.

Posted by Aldemir Alves da Silva



Para o pessoal que leu o primeiro livro da série e está aguardando a continuação tenho uma ótima notícia: a obra foi finalizada. Ilustrações, diagramação, revisão, capa, registros, tudo está pronto! O livro deverá entrar em pré-venda a qualquer momento com previsão para ser enviado aos leitores no começo de 2015.

A continuação narrará os acontecimentos pós dominação, o mundo se tornou inóspito e perigoso após os confrontos ente os Destrus, com a supremacia de Vamcast e sua horda as esperanças pareciam ter desaparecido e o mau dominara aquele mundo com autoridade.

Entretanto, o príncipe Andor sobreviveu ao desastre e sendo levado por Morteros conheceu Miguel e sua família; agora tinha ao seu lado pessoas dispostas à ajudá-lo. 

Bem, não darei spoilers sobre a histórias mas o livro têm o título de "O início da esperança", só pelo título vocês percebem que ainda existe muito a ser contado.



Enfim o livro está finalizado com 380 páginas totais, nessa diagramação usamos uma fonte menor e mais compacta para que não ficasse um livro muito grande e caro.






Agora que terminei o segundo livro de Esteros estarei dando atenção para o novo livro O portal de Oriun - Os filhos de Egoz. Quem leu Esteros sabe que gosto de muita ação e os personagens não são melosos e carismáticos ao ponto de os leitores se apaixonarem por eles, é um livro épico que dá mais destaque a história, ao mundo e a mitologia dos povos.

Já nesse novo livro estou criando personagens para serem amados, mas mantendo uma trama juvenil de fantasia que é minha característica, nesse livro estou priorizando os sentimentos, a história de cada um, os romances, simpatia e etc. O livro está bem adiantado, é um original grande com mais de 70,000 caracteres escritos, então termino ele no início de 2015 daí pensarei na publicação da obra.

Pretendo me arriscar em um romance também em 2015, já até comecei a escrever a obra...

Porque livros de autores nacionais não vendem tanto como os estrangeiros? EIS A QUESTÃO...

Posted by Aldemir Alves da Silva





Porque livros de autores nacionais não vendem tanto como os estrangeiros? 

EIS A QUESTÃO...

Eu sempre vejo colegas autores indignados com a questão dos livros nacionais e autores  tupiniquins não serem reconhecidos como os estrangeiros.  Essa questão é repetitiva e complicada.


Mas  há inúmeras empresas culpadas por isso e, em minha opinião as que mais deveriam apoiar o autor são as LIVRARIAS. Só que é ao contrário: elas nos reservam apenas um quadradinho em suas estantes, e esse quadradinho apertado é destinado apenas aos autores PANELAS, sim “PANELAS”, aqueles que estão em editoras com vinculo comercial ativo ($$$). Já ouvi falar muita coisa, ex: espaços nas livrarias taxados, preço para vitrine, e etc.


Não adianta chorar, reclamar, ficar nervoso: o espaço é deles e quem escolhe são eles. As livrarias escolhem que produto vão por em destaque, além de tudo ganham a maior parte dos lucros, ex: elas querem 50% desconto no valor de capa, 90 dias para pagar isso quando pagam, frete grátis da editora para a livraria, nota fiscal que pode ser estornada se o livro não vender. E por aí vai...


A realidade meu povo poucos sabem, e ainda tem autores e pessoas leigas por aí dizendo que a editora é a culpada porque não divulga os autores. Falta de informação é fogo!


É fato; um escritor só vende de forma convincente se estiver exposto nas livrarias. E para estar nas livrarias a PULSO, leva tempo, você só estará lá quando os leitores obrigarem as empresas a comprarem o seu livro. Para isso acontecer à procura precisa ser ENORME, as pessoas precisam ir às livrarias saberem por que seu autor favorito não está lá, precisam pedir o livro, enfim, a massa é que pode mudar esse cenário. No entanto, também tem aquela questão de que se falando em literatura ainda somos minoria, o povo gosta mesmo é de futebol, cachaça, filmes e vídeo-game. 


Mas as coisas estão mudando de vagar... 


Não se cria uma marca da noite para o dia, um artista não nasce artista; ele se torna artista e isso leva tempo. Faça sua parte amigo AUTOR e não fique constrangido porque ainda é “um  artista sem público” sua hora pode chegar um dia, e se nunca chegar pelo menos você tentou.


E tem outra coisa: muitos dos leitores de hoje em dia estão se tornando escritores e talvez por isso haja esse aumento de indignação, mas vamos ser sinceros: se esses novos escritores não aderissem o mercado, mesmo assim estariam apoiando a literatura nacional? Ou é só porque estão interessados na fatia suculenta do bolo? É algo para se pensar, não é?


Conclusão:



Só quem pode mudar isso é o leitor, mas de que modo Aldemir?  SIMPLES: procurando saber mais sobre os talentos contemporâneos, comprando os livros direto com o autor e no site da editora, incentivando mais os novos “escritores talentosos”,  enfim cada um pode fazer sua parte...

E tem queles que dizem: eu não leio nacionais porque eles não sabem escrever, as histórias são ruins e os estrangeiros escrevem melhor. então para esses deixo as citações abaixo:





Parcerias com Vlogs

Posted by Aldemir Alves da Silva



Pessoal,

Estou abrindo vagas para parcerias com Vlogs. Enviarei o livro de graça para resenha aos selecionados, não tem quantidade mínima de parceria já que tenho bastante livros comigo, selecionarei os que eu mais gostar. 

O canal no YouTube não precisa ter muitos anos de atividade ou muitos seguidores, analisarei a qualidade do resenhista e facilidade de expressão.

Os interessados devem enviar e-mail para alves-aldemir@ig.com.br  envie link do canal e outras informações que achar necessária. Estarei visitando os vídeos e analisando as resenhas.

Para quem quer ler "As Crônicas de Fedors" sem custos no modo "parceria" essa é uma ótima oportunidade já que não costumo fazer parcerias. Obs: para os parceiros enviarei também o segundo livro que saí em Janeiro.

Lembrando de que não interferirei na opinião do leitor seja ela qual for.

Obs: Parcerias só Vlogs.

Mandem e-mails!!!

O caso da pirataria

Posted by Aldemir Alves da Silva





O caso da pirataria

Ultimamente muitos colegas autores e até leitores entram em contato comigo me alertando que meus livros estão sendo pirateados em alguns fóruns, blogs, e sites na web. Bem pessoal, realmente eu acho que pirataria é complicado e não ajuda o autor em nada; é uma puta sacanagem. Mas vamos falar verdade: se o livro foi pirateado ele saiu das mãos do próprio autor ou de alguém que confiamos.

É aquele negócio: 

- Olá autor, sou fã do seu trabalho mas não tenho como comprar, você poderia me dar uma cópia do PDF para eu ler?

- A dou sim, mas não repassa pra não virar pirataria, ok?

Não adianta! O culpado da pirataria de seu material muitas vezes é o próprio autor, mas também as mídias digitais ajudam ex: Amazon, Kobo, gato sabido, saraiva etc. E também não tem jeito se o cara quer piratear ele da um jeito de copiar página por página em JPG e faz a gambiarra.

Eu penso assim, se o livro começa chamar atenção ele vai ser pirateado e não há nada que o autor possa fazer contra isso, a prática sempre existiu e não vai para só porque alguns autores estão descontentes com isso, eu já pedi para tirarem, já apavorei blogueiros dizendo que ia processar e tal, mas desisti; querem ler então leia, se esbalde, só que se gostarem pelo menos comprem impresso porquê vamos falar verdade; ler em pdf não tem graça. 

Eu sou um cara que não escondo meus sentimentos e opiniões de ninguém, para mim livros digitais só no último caso, e se eu gostar do começo vou atrás do impresso. Tenho kindle e até hoje nunca consegui ler um livro digital completo, eu não gosto mesmo de ler digitais pois dói muito as minhas vistas, só leio porque trabalho com isso e sou obrigado, mas mesmo assim depois que o livro vem da editora eu pego a minha versão impressa e leio. Tenho todos da selo jovem impressos.

Não tem nada melhor do que poder cheirar um livro novo, ler a biografia do autor quantas vezes quiser dobrar a orelha, ler a sinopse e admirar a qualidade editorial da obra quando quiser. Duvido que digitais vão desbancar os impressos um dia!

Lançamento Janeiro 2015 As crônicas de Fedors - Os livros de Esteros - volume 2

Posted by Aldemir Alves da Silva


É pessoal, a sequência de As crônicas de Fedors sai mesmo em Janeiro...

Já li, reescrevi, e revi o livro dezenas de vezes e acredito que está pronto. Estamos fazendo revisões para publicá-lo o mais perfeito possível. Logo a Editora anunciará o lançamento e o livro entrará em pré-venda.

Nesse livro explicarei fatos sobre a mitologia, sobre alguns personagens pouco explorados e outras coisas relacionadas a trama.

Tem muita novidade vindo por aí tanto para o primeiro quanto para o segundo livro da saga. Há planos para uma impressão maior para o primeiro, queremos imprimir a 3° edição em quantidade significativa baixando assim o preço final tanto para uma distribuição com preços mais acessíveis quanto para obtermos um melhor preço final ao leitor; deixando a obra mais atraente.

Apesar que, o livro já está à venda muito em conta, em média 27,00 preço ótimo já que é impresso em páginas amarelas. contém também ilustrações e tem 404 páginas.

Outra coisa que me deixa bastante animado é o reconhecimento recente que a obra vem obtendo. Se criar nesse meio literário é muito difícil, mas aos poucos vou provando que a palavra "impossível" não existe. O livro está prestes à se tornar o primeiro best seller da editora e logo receberá um selinho, estou muito animado com isso. Já são dois anos sendo comercializado e com vendas expressivas, contando que está em uma editora considerada pequena; isso é uma vitória.




Leiam um trecho do segundo livro:


Narrativas de Fedors:

Quem vê Destructor, o velho bêbado imprestável, nunca imaginaria que ele foi um antigo líder em batalhas, e que anos atrás viveu como um herói em sua nação. Este é exatamente o passado do eracicto, este velho alcoólatra que hoje corrompe e destrói, mas que já foi um bom homem em tempos passados. O venerável mestre da guerra defendeu a honra dos Destrus há muitos anos, mas se tornou um velho desleixado quando descobriu que sua amada esposa o traía com soldados de Mussafar. Enquanto ele batalhava por sua nação sofreu traição e zombarias, mas foi impedido de matar pelo rei e sua esposa. Depois deste desapontamento desistiu de praticar a arte da guerra e abandonou sua patente ficando desonrado e sem alma.

Destructor cujo nome verdadeiro é “Aurélio Destrus” primo de segundo grau de Mussafar ganhou a mais alta das patentes, fora nomeado como general sênior dos exércitos do Norte e por seu modo agressivo e destemido em batalhas fora batizado em sangue e aço. Agora conhecido como “Destructor o senhor dos campos de batalhas”. Especializou-se na arte da esgrima e no domínio de magias, muitos o considerava como um exímio dominador das artes negras, tornando-se um guerreiro completo capaz de dominar tanto o poder maligno como benigno.

Mas após o descontentamento os trinta anos seguintes de sua vida foram de pura entrega ao álcool e a vadiagem. Conseguiu deixar a falta de caráter de sua mulher o transformar num beberrão inglório. Um homem que um dia fora um fiel servo hoje se tornara um homem sem sensibilidade. Em tempos anteriores um soldado da mais alta patente teria voz firme no império, tamanha desonra contra um membro do Norte seria cobrado a ferro e sangue, mas Mussafar mudara as regras e perdoar era o seu lema.

A mulher foi expulsa de sua casa e após aquele dia jamais foi vista perambulando pelos acampamentos do norte, os soldados receberam punições formais e deixaram seus postos se tornando apenas fazendeiros. Entretanto a desonra jamais fora esquecida.

Destructor fingiu aceitar as leis do rei que um dia defendera com honra e suor, mas amaldiçoou-o tornando seu inimigo próximo. O fato é que, um amigo falso é mais temível que o pior inimigo. Um inimigo poderá ferir seu corpo e dar cabo a sua vida, mas um falso amigo irá ferir para sempre sua alma.

E Destructor jurou roubar o trono de Mussafar e transformar sua casa numa casa de desonra e prostituição.

Novidades Agosto - Os livros de Esteros.

Posted by Aldemir Alves da Silva



Olá Pessoal!!!

Essa semana saiu muita coisa boa sobre Esteros então resolvi criar esse post para deixá-los a par das novidades.

A primeira é que tenho um novo lote de livros, não são muitos apenas 30 exemplares e não costuma demorar para vendê-los. Consigo vender para vocês a 26,00 e com frete grátis, além de autografado. Quem quiser comprar me envia um e-mail: alves-aldemir@ig.com.br

Pagamento por depósito em conta,ok? Tenho alguns marcadores para dar de brinde também.

Abaixo algumas resenhas recentes sobre o livro:

Resenhas blogs:

Vício em livros:

Minha velha estante:

Livros Unlimited

Desencaixados:

Leitores nerds:

Resenha em Vídeo no Fusão literária.

 

Papo com o autor.



Mancarus Destrus - Os livros de Esteros

Posted by Aldemir Alves da Silva




 Olá pessoal!

Esses dias estou pouco inspirado e não postei nada há quase um mês, então postarei para vocês um trechinho do meu livro: As Crônicas de Fedors. Quem já leu o livro sabe que Esteros é um mundo que sobrevive às sombras do passado. Mancarus Destrus o maior herói que esse mundo já contemplou é o que sustenta a paz entre os povos. Mas nem mesmo as maiores histórias podem amedrontar os vilões para sempre, não é mesmo?

Não falta muito para o segundo livro ser publicado, mas enquanto ele não sai fiquem com um trechinho do primeiro...


— Trucidei vários inimigos em minha vida, mas minha espada jamais provou o sangue da realeza. Quando o matar, rei do norte, comerei sua carne e beberei seu sangue doce, você é um banquete raro e único, e que faz valer a pena todo esse esforço! — Nalefis se afastou e lambeu a lâmina coberta pelo sangue do rei.
— Não é digno nem de morrer pela minha espada, quanto mais provar do meu sangue...  Em um primeiro momento acreditei que havia encontrado um adversário digno e versátil, mas estou aborrecido, pois tu és fraco e putrefato. Não é digno de pisar esse solo, nem mesmo em viver neste mundo. Não quero que esse dia seja lembrado como prêmio, pois não há glória em um inimigo tão desvalorizado.
Girando ao sentido contrário, o rei jogou seu corpo ao solo e cortou a perna esquerda do vilão. A perna foi desbeiçada, com um corte profundo que estilhaçou o osso.  O vilão urrou e procurou pelo inimigo curvando o corpo, mas estava endurecido pela ferida que não lhe permitia movimentar a perna. Rapidamente o rei apareceu sobre as costas da criatura e cortou-lhe de cima a baixo abrindo um corte profundo em sua espinha e nuca. Rapidamente rodopiou e ficou frente a ele, agora Mancarus soprava também pela boca e voltaram a se encarar em uma distância de dois metros. Estavam ofegantes e o sangue manchava todo o local. 
Alguém cairia naquele dia e agora era questão de minutos para que seus corpos ficassem fracos, isso pela grande quantidade de sangue que perdiam e que pintava o solo esburacado. Foi quando o orc se lançou à própria sorte e investiu desesperadamente sobre Mancarus, e foram um, dois, três, e no quarto bater de espadas Nalefis perdeu o seu braço esquerdo, foi decepado majestosamente por Mancarus. Esse elevou seu corpo forçadamente à frente e manteve-se ainda na posição de ataque. Contemplando apenas o vilão urrar de dor e cair de joelhos com sua espada cravada ao solo.
Nalefis se levanta novamente e ao tentar reação, recebe um segundo golpe no abdômen e um terceiro nas costas. Agora estava acabado, ensanguentado e sem sua espada. 
Todos aplaudiam e os inimigos começavam bater em retirada. Por outro lado, os soldados de Mancarus aguardavam o final daquele espetáculo regido por um maestro determinado e vitorioso. Até que o rei cravou seu aço no coração do inimigo, torceu sua espada e olhou em seus grandes olhos, profundamente, parecia dizer “Vá para o inferno maldito e jamais volte a esse mundo!”

...E Mancarus venceu a maior batalha de todos os tempos, libertando Naires das mãos do temível “orc Nalefis”.

Esteros livro digital

Arquivo do blog